AIPA

Ano da Igualdade: Governo pretende que sector público seja exemplo de boas práticas

O Ministro da Presidência defendeu, no dia 30 de Janeiro, na Cimeira do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades, uma estratégia global da União Europeia para a integração dos imigrantes e não apenas a defesa comum das fronteiras externas da comunidade. Para Pedro Silva Pereira, seria um erro que a política de imigração europeia se confinasse ao controlo das fronteiras, ou à cooperação com os países de origem, e descurasse a integração dos emigrantes, que é um desafio de direitos humanos e um problema de paz social. O ministro da presidência considerou a Cimeira Inaugural em Berlim um bom começo para o Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades, que encerrará com uma outra cimeira a realizar no final da presidência portuguesa da UE, no segundo semestre de 2007. O objectivo do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades é sensibilizar a opinião pública para os problemas da discriminação ainda existentes nas sociedades europeias, e promover a igualdade na diversidade. Pedro Silva Pereira deu como exemplo a questão da igualdade entre homens e mulheres, a questão da integração dos imigrantes, os problemas dos deficientes, as diferenças entre gerações e alguns tratamentos discriminatórios que subsistem nas sociedades europeias, afirmando ser necessário que as políticas públicas tenham respostas mais activas para estes problemas.

Publicado: Quarta, 31 Janeiro, 2007

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter