AIPA

Novo presidente da Casa do Brasil promete mudar a imagem da mulher

Gustavo Behr passou a ser, no dia 26 de Janeiro, o novo presidente da Casa do Brasil de Lisboa e promete para os próximos dois anos lutar pelos direitos dos imigrantes e mudar a imagem estereotipada da mulher brasileira em Portugal. Os mais de mil sócios da Casa do Brasil de Lisboa (CBL) participam sexta-feira nas eleições para os seus corpos gerentes e a única lista candidata é a liderada pelo advogado Gustavo Behr, que vive há dezanove anos em Portugal. Gustavo Behr, que se apresenta nesta eleições com o lema "Chapa Renovação e Compromisso", irá suceder a Heliana Bibas, que nos últimos dois anos esteve à frente da CBL. O novo presidente da CBL referiu que durante o seu mandato vai continuar a lutar pelos direitos e pela plena integração em Portugal de todos os imigrantes. A luta pela legalização dos imigrantes que se encontram em situação irregular é a grande batalha de Gustavo Behr, que pretende igualmente dar destaque às questões da mulher brasileira, que em Portugal tem uma imagem estereotipada ligada ao turismo sexual. Estabelecer parcerias com outras associações de estrangeiros, participar nos organismos nacionais e europeus ligados à imigração e fortalecer a representação dos brasileiros em Portugal são outros objectivos que Gustavo Behr quer concretizar nos próximos dois anos. O futuro presidente adiantou que pretende igualmente fomentar a divulgação da cultura brasileira em Portugal e organizar debates políticos e sociais li gados ao Brasil. Criada em Janeiro de 1992, a CBL tinha como objectivo iniciar divulgar o Brasil em Portugal e apoiar os brasileiros que nessa altura começam a chegar a Portugal. "Muita coisa mudou desde a sua fundação em relação aos brasileiros. Na altura, eram em número reduzido e o quadro dos problemas era diferente. Não havia a questão da ilegalidade", disse Heliana Bibas, que está CBL desde a sua origem . Actualmente, a CBL apoia e defende os direitos não só dos brasileiros, mas também de todos os estrangeiros que vivem em Portugal, adiantou. Apesar de participarem no acto eleitoral os cerca de 1.000 sócios, a CBL tem mais de 5.000 brasileiros residentes na região de Lisboa inscritos. A Casa do Brasil de Lisboa é hoje uma associação que detém um grande reconhecimento por parte de todos. Fruto de muito trabalho e da experiência acumulada de 15 anos de existência, ocupa uma posição de liderança no movimento associativo e constitui um projeto que, além da participação entusiasta, exige uma grande responsabilidade. Ao entusiasmo e ao sentido de responsabilidade queremos acrescentar mais. Trabalho, dedicação, seriedade, rigor e muito ânimo são palavras-chave para os membros desta chapa, que assume o compromisso de dar continuidade ao que tem sido bem desenvolvido na Casa, reforçando todo este patrimônio que já existe. Num plano interno, garantir os serviços que existem atualmente à disposição dos sócios: atendimento geral, Centro de Atendimento Jurídico, CBNet, jornal Sabiá, convívios da sextafeira e cursos de inglês, forró, samba e informática. Num plano externo, seguir representando a comunidade brasileira ante as autoridades e a opinião pública, quer brasileiras, quer portuguesas. Além disso, tendo em conta que somos uma associação, promoveremos uma gestão participativa, oferecendo a todo associado a possibilidade de dar o seu contributo, seja em forma de opiniões, seja em forma de activismo. Comprometemo-nos ainda a garantir o funcionamento independente e responsável do Conselho Fiscal e da Mesa da Assembléia Geral. Ao Conselho Fiscal cabe a fiscalização das contas e também do cumprimento dos prazos estabelecidos pelos Estatutos para sua apresentação. À Mesa da Assembléia Geral cabe garantir a realização das assembléias ordinárias nos períodos estabelecidos nos Estatutos e a redação, transcrição e correta gestão do livro de atas. O que pedimos aos sócios eleitores é que participem nas eleições e votem com consciência. É fundamental para a Casa do Brasil o envolvimento de todos nos atos da associação. Todos os sócios com 6 meses ou mais de antiguidade e em dia com as suas cotas podem votar. No dia 26/01/2007, a CBL estará esperando por você e só vale o voto presencial. Participe! Vamos dinamizar a nossa Casa do Brasil de Lisboa! O Nosso Programa LUTAS DOS IMIGRANTES Continuar a luta pela legalização dos não regularizados. Promover sessões de esclarecimento (dentro e fora de nossa sede) e debates sobre problemas que atingem os imigrantes, como, por exemplo, inscrição nos diferentes organismos oficiais (Segurança Social, Finanças), saúde, legislação e questões ligadas aos pequenos empresários. Actuar no sentido do cumprimento integral do "Acordo Lula". Seguir participando no movimento associativo de imigrantes, integrando plataformas como a PERCIP (Plataforma das Estruturas Representantes das Comunidades Imigrantes em Portugal), e contribuir para a sua dinamização. Estabelecer parcerias com outras associações de brasileiros em Portugal, no sentido de criar dinâmicas conjuntas. Participar nos organismos nacionais e europeus ligados à imigração. Actuar no sentido da aplicação das resoluções do I Encontro Ibérico (organizado pela CBL e Procuradoria Geral da República de Brasília). Ver www.casadobrasil.info Fortalecer a representação dos imigrantes, tanto no Brasil como em Portugal. Dar destaque às questões da mulher imigrante brasileira: imagem estereotipada, turismo sexual, violência doméstica, igualdade de oportunidades, etc. ORGANIZAÇÃO E ATIVIDADES Dar continuidade às actividades e projetos da CBL: Atendimento Geral, Centro de Apoio Jurídico, CBNet e jornal Sabiá; Portal na Internet: reestruturação de conteúdos, actualização mais frequente, com criação de uma rádio online. UNIVA (Bolsa de emprego), Biblioteca / Centro de documentação, Convívios das Sextas-feiras e noites musicais, Futebol e outras actividades desportivas (como organização e participação em corridas); Outras actividades lúdico-desportivas como, por exemplo, aulas de dança. Cursos diversos, como por exemplo, informática e línguas. Implementar novas parcerias, com o fim de ampliar a oferta de actividades/serviços aos sócios, como acontece, por exemplo, com a Associação Olhar, que presta serviços na área da saúde mental a preços especiais aos sócios da CBL Modernizar a gestão e recursos da CBL (atendimento, gestão administrativa e contabilística, CEDOC, etc.) Organizar a área comercial na CBL, visando a angariação de patrocinadores para as actividades e anunciantes para o jornal e o portal. DIVULGAÇÃO CULTURAL Fomentar a divulgação da cultura brasileira entre a comunidade imigrante e a sociedade portuguesa: ciclos de cinema, aulas de dança, passeios, serões musicais. Organizar debate-papos sobre temas culturais, políticos e sociais ligados ao Brasil, procurando convidar artistas, políticos e intelectuais brasileiros que visitam Portugal. Organizar e divulgar debates sobre outros temas de interesse, como cuidados de saúde, violência doméstica, toxicodependência, educação, intervenção comunitária, direitos das mulheres. VOLUNTARIADO E PARTICIPAÇÃO DOS SÓCIOS Criar um grupo de ativistas voluntários, com diferentes incumbências e responsabilidades na dinamização de atividades. Promover uma maior integração dos sócios e voluntários nas várias atividades. Desenvolver uma campanha visando o aumento do número de sócios. Criar mecanismos contínuos de interação e comunicação com os sócios para apresentação de críticas e sugestões (ex.: formulário próprio de múltipla escolha, utilização do Portal, correspondência periódica com os sócios).

Publicado: Sexta, 26 Janeiro, 2007

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter