AIPA

Espanha doará à Guiné-Bissau meios para controlo fronteiras

Espanha vai doar à Guiné- Bissau meios técnicos que lhe permitam reforçar o controlo das suas águas e fronteiras e assim contribuir na luta contra a imigração clandestina, informou o ministro do Interior espanhol. Alfredo Pérez Rubalcaba esteve hoje reunido com o seu homólogo guineense, Ernesto Carvalho, tendo acordado aumentar a colaboração entre os dois países no combate às redes de imigração ilegal. No âmbito da cooperação acordada, Espanha comprometeu-se a proporcionar formação a funcionários policiais guineenses. Em comunicado, o ministério do Interior refere que com 700 quilómetros de costa a Guiné-Bissau vive com grandes dificuldades em controlar as máfias que operam no território envolvidas na imigração ilegal. Como consequência disso, continuam a partir embarcações com ilegais desde o Senegal, passando pela Gambia ou pelo norte da Guiné-Bissau, com destino ao arquipélago das Canárias. Mais de 27 mil clandestinos chegaram já, por mar, este ano ao arquipélago espanhol com centenas de outros a morrerem na tentativa. Rubalcaba e Carvalho, segundo o comunicado, coincidiram na avaliação de que é imprescindível repatriar rapidamente quem chega de forma ilegal, como medida dissuasória dos que continuam a arriscar empreender a viagem. Os dois ministros manifestaram confiança de que as relações bilaterais continuarão a ser fortalecidas, ao mais alto nível, e no reforço da cooperação entre as forças de segurança e polícias dos dois países.

Publicado: Quinta, 05 Outubro, 2006

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter