AIPA

“OLHARES SEM FRONTEIRAS” NA CÂMARA MUNICIPAL DE LAGOA

“Olhares sem Fronteiras” é o nome da exposição que se encontra patente nos Paços do Concelho e que foi ontem inaugurada pelo Presidente da Câmara Municipal de Lagoa. São cerca de três dezenas de fotografias expostas que resultam de um concurso fotográfico organizado em 2008 e que pretendeu captar as várias manifestações de diversidade e diálogo intercultural que, dentro das especificidades dos Açores, têm estado presente do Corvo a Santa Maria. Segundo o Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, iniciativas deste género são óptimos exemplos de descentralização de eventos culturais, maioritariamente concentrados em Ponta Delgada e reflectem a vontade da autarquia em torna-los mais acessíveis aos lagoenses. O Presidente da Câmara Municipal de Lagoa anunciou ainda ser intenção da autarquia promover mensalmente uma exposição nos Paços do Concelho, sendo que, futuramente, com a abertura do Museu do Presépio Açoriano, cria-se um novo espaço com condições para receber este tipo de eventos. A concluir, João Ponte sublinhou a importância da colaboração empreendida entre a Câmara Municipal, AFAA e a AIPA, e que possibilitou a realização desta exposição. Para Paulo Mendes, presidente da AIPA, 20 anos após a queda do muro de Berlim, existem ainda muitos “muros invisíveis” de intolerância na sociedade pelo que é necessária a união de todos para a construção de sociedades “longe destas intolerâncias”. O mesmo responsável associativo reportou-se ainda ao facto das Câmaras Municipais deterem um papel muito importante neste conceito de integração e saudou a iniciativa da edilidade lagoense em promover esta exposição que resultou de um concurso que teve uma grande adesão de pessoas dispostas a partilhar as suas experiências fotografias e das quais resultou este acervo fotográfico. Para José Franco, da Associação de Fotógrafos Amadores dos Açores, trata-se de um regresso “a casa” dado que esta exposição é já a segunda que a AFAA realiza nos Paços do Concelho da Lagoa sendo que a mesma permitiu despertar uma consciência do número de imigrantes a residir e a trabalhar nos Açores e da importância que os mesmos têm para a sociedade açoriana. Como referiu, o principal desafio deste concurso consistiu em retratar um tema delicado sem ferir susceptibilidades e passando uma mensagem positiva, um desafio que, segundo este responsável da AFAA, foi plenamente alcançado, com fotografias de todas as ilhas dos Açores e cujo resultado final está agora patente nos Paços do Concelho. Recorde-se que a exposição “Olhares sem Fronteiras” está aberta a todas as instituições e público em geral e foi inaugurada no âmbito do Dia Internacional da Tolerância e resultando de uma colaboração conjunta entre a Câmara Municipal de Lagoa, AIPA (Associação dos Imigrantes nos Açores) e a AFAA (Associação de Fotógrafos Amadores dos Açores).

Publicado: Tera, 17 Novembro, 2009

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter