AIPA

A luta contra o racismo e a intolerância no futebol será uma das principais mensagens do UEFA EURO 2008™.

A Rede Pan-Europeia contra o Racismo no Futebol (FARE), parceira da UEFA na campanha, irá organizar, em conjunto com o órgão governante do futebol europeu, um torneio em que as mensagens contra o racismo e a discriminação e o apelo a mais respeito e à intervenção dos adeptos estejam em destaque. A iniciativa, que decorrerá durante o Campeonato da Europa deste Verão, terá o slogan "Unidos Contra o Racismo". O programa, desenvolvido em parceria com a UEFA, foi lançado no decorrer de uma recepção no Hotel Hilton de Basileia a 7 de Junho, dia de início da prova. A campanha Unidos Contra o Racismo no UEFA EURO 2008™ será levada a cabo pela FARE em parceria com a UEFA e com o apoio da FIFPro, o sindicato internacional de jogadores. Senes Erzik, vice-presidente da UEFA, irá liderar o envolvimento da família do futebol em conjunto com jogadores famosos, organizações não-governamentais e adeptos. Também presentes em Basileia estarão Benedikt Weibel, delegado do Concelho Federal Suíço para o UEFA EURO 2008™, Barbara Prammer, presidente do Concelho Nacional Austríaco e da FairPlay-vidc (FARE). David James, actual guarda-redes de Inglaterra e vencedor da Taça de Inglaterra pelo Portsmouth FC este mês, fará também parte do painel. Ao longo das três semanas do evento Unidos Contra o Racismo, as actividades incluirão a exibição de um anúncio televisivo em todos os jogos e painéis junto ao relvado com a mensagem "Não ao Racismo" em todos os jogos, assim como braçadeiras especiais para os capitães de equipa. Todos os bilhetes exibirão a mensagem Unidos Contra o Racismo, assim como os coletes dos "stewards" e dos jogadores suplentes. A campanha atingirá o seu auge nas meias-finais de Viena e Basileia, onde os quatro capitães de equipa divulgarão uma mensagem anti-racista que chegará aos lares de todo o Mundo. Fora dos estádios, o jogo "StreetKick" irá visitar as cinco cidades anfitriãs com um programa dirigido aos adeptos e às minorias étnicas. Como forma de apoio, a FARE irá utilizar a sua experiência com uma série de monitores nos jogos. Será divulgada uma linha telefónica de apoio multilingue, assim como um e-mail para denúncias de situações de racismo e discriminação. A FARE tem também trabalhado com a Associação Internacional de Adeptos de Futebol (FSI), parceira que conta com o apoio da UEFA, no desenvolvimento de actividades de apoio à deslocação de adeptos para a Áustria e Suíça. Nesse sentido, irão ser instaladas Embaixadas de Adeptos em áreas-chave de cada cidade anfitriã, que servirão de pontos de informação e encontro para adeptos ao longo do torneio. Para saber mais detalhes, consulte o site: http://fra.europa.eu Fonte: ©uefa.com 1998-2008

Publicado: Tera, 17 Junho, 2008

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter