AIPA

Cerimónia de Entrega do Prémio D. Djuta Ben David - Jornalismo pela integração dos Imigrantes

Irá decorrer amanhã, 4ª feira, no Hotel Antillia (rua do Peru nº 115), em Ponta Delgada, a cerimónia de entrega do Prémio da 3ª edição do Concurso D. Djuta Ben David – Jornalismo, seguida de um cocktail e actividades culturais. Nessa 3ª edição, três trabalhos estão a concurso, nomeadamente: • Barbara Almeida (jornalista free-lancer) – Reportagem publicada a Revista Saber Açores, em Maio de 2007, sob o título “Uns partem, outros chegam”. • Paulo Amaral Faustino (jornalista do Jornal Açoriano Oriental) com o trabalho “ Coragem e persistência venceram o sistema” publicado no dia 5 de Março de 2007, no Jornal Açoriano Oriental. • Saes Furtado (Jornalista da RDP-Açores) com a reportagem “Uniões Sem Fronteira” , transmitido na RDP – Antena 1 no dia 26 de Novembro de 2005. A divulgação do vencedor será feita, amanhã, durante a cerimónia e contará com uma actuação musical da D. Djuta Ben David, imigrante que dá o nome ao prémio. O prémio dessa 3ª edição, é uma viagem a Cabo Verde durante 7 dias, na convicção de que dessa forma, estaremos a contribuir para que os profissionais de comunicação social regional possam conhecer da melhor forma possível conhecer os países de origem das comunidades radicadas na região. O prémio que já vai na sua 3ª edição já teve dois vencedores. Em 2005, ano da 1ª edição, Ana Paula Fonseca, venceu o prémio com o trabalho “Em busca do sonho açoriano”, publicado Jornal Açoriano Oriental de 9 de Dezembro de 2003. Saes Furtado, jornalistas a RDP, foi o vencedor da 2ª edição, com a reportagem “ Os Novos Açorianos”, premiado com uma viagem à Ucrânia. A Prémio é uma iniciativa da AIPA, em parceria com a Direcção Regional das Comunidades e visa premiar e estimular os profissionais de comunicação social regional a trabalharem a temática das migrações e interculturalidade, contribuindo para uma melhor integração dos imigrantes na sociedade açoriana. O colectivo do júri foi constituído por Gustavo Moura, José Lourenço, Paulo Simões, Osvaldo Cabral As duas primeiras edições do Prémio D. Djuta Ben David, realizadas em 2005 e 2006, constituíram iniciativas muito válidas no campo da promoção de integração dos imigrantes na sociedade açoriana, através, de um tratamento positivo da imigração nos órgãos de comunicação regional. Em concurso foram recebidos, no total, cerca de 20 trabalhos, provenientes de diferentes órgãos de comunicação social. A importância, por um lado, que os media assumem na construção de atitudes e mentalidades positivas face ao fenómeno da imigração e, por outro, da necessidade de estimular os profissionais da área a investigarem e a divulgarem factos, histórias, enfim, vivências positivas de alguns milhares de imigrantes radicados nas ilhas açorianas, constituem factores suficientemente fortes para a continuidade do concurso. O concurso D. Djuta Ben David “ Jornalismo pela Integração dos Imigrantes “, foi criado em 2005, na perspectiva de que nas dinâmicas migratórias as sociedades de acolhimento tendem a desenvolver um conjunto de imagens e pré-noções sobre os imigrantes que, por serem na maioria das vezes negativas, dificultam o processo de integração com consequências nefastas para todos os actores envolvidos. Por outro lado, a construção desta imagem é fortemente determinada pela comunicação social, sendo que a implementação de qualquer política de integração deverá ser alicerçada, necessariamente, numa imagem positiva das comunidades migrantes junto da sociedade de acolhimento, pondo de lado muita ideias erradas sobre o fenómeno. Apesar da imigração para o arquipélago dos Açores ser um fenómeno recente, impõe-se, no entanto, o desenvolvimento de acções concretas que visam a valorização do fenómeno da imigração contribuindo, desta forma, para a concretização das condições necessárias à integração das comunidades imigrantes na sociedade açoriana.

Publicado: Domingo, 07 Outubro, 2007

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter