AIPA

Proibição do uso das cartas de condução portuguesas em Angola e vice-versa resolvida dentro de uma semana

Lisboa - O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Luís Amado, considerou esta segunda-feira que a decisão do Governo de Angola de impedir a utilização da carta de condução portuguesa em território angolano é reflexo de uma «falta de enquadramento legal». Segundo Luís Amado, a questão vai ser analisada a partir de 20 de Março, durante a visita oficial que o seu homólogo angolano, João Miranda, vai realizar a Portugal. «A questão revela a falta de enquadramento que existe, razão pela qual estamos a trabalhar no assunto. É preciso ultrapassar o vazio regulamentar que existe neste momento», sublinhou o ministro, citado pelo «Diário Digital». «Acredito que, na próxima semana, a situação possa ser resolvida para os portugueses em Angola e os angolanos em Portugal», afirmou o chefe da diplomacia portuguesa, numa conferência de imprensa com o seu homólogo italiano, Massimo d´Alema.

Publicado: Segunda, 12 Maro, 2007

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter