AIPA

Madeira: 7.404 imigrantes na Região

Segundo dados do SEF, referidos pelo Jornal da Madeira, esta Região Autónoma tinha, em finais de 2006, 7.404 estrangeiros, naturais de 91 países. Verificou-se assim uma pequena redução em relação ao ano anterior, quando se verificou o registo de 7.500 estrangeiros, oriundos de 95 países. De entre estes, 2.200 (1.500 em 2005) são cidadãos comunitários, sendo, maioritariamente, provenientes do Reino Unido (703); da Alemanha (403); da Roménia (282), da Itália (145), da Espanha (135), da França (123), da Holanda (112), da Suécia (58), da Áustria (43), da Finlândia (44), da Dinamarca (36), da Hungria (26), da Polónia (22), da Irlanda e Lituânia (21 cada) e, em número inferior, nacionais de outros países da União. Os restantes 5.204 são provenientes de países não comunitários. O maior contingente continua a ser brasileiro, com 1.134 indivíduos, a maior parte dos quais vive no Funchal e em Machico. Segue-se a República da Ucrânia, com 1.089, residindo principalmente no Funchal (536) e em Machico (118). A Venezuela permanece em terceiro, com 1.050. Dois dos países com maior descida ao nível de imigrantes foram os da Guiné-Bissau (298) e Guiné Conacri (56). Ambos os números decresceram em relação a 2005, que eram respectivamente de 400 e 100 respectivamente. Quantos aos naturais da República da Moldávia (274). Há ainda a destacar 113 naturais de Cabo Verde, 130 naturais da Rússia e 120 da China. Os restantes 1.000 imigrantes são provenientes de uma série de outros países, cujas comunidades não ultrapassam os 100 elementos: África do Sul (98); EUA (56), Suíça (72), Paquistão (45), Bielorússia (51), Índia (10), Uzbequistão (52). Seguem-se comunidades mais pequenas ainda como o Senegal, Moçambique, Marrocos, Peru, Panamá e a Colômbia que detinham 25,15, 13, 13, 12 e 15 indivíduos em 2005 e passaram a deter 10, 10. 19, 9, e 18 indivíduos respectivamente em 2006. E, a finalizar, países com um número muito reduzido de presenças como a Argélia, a Bolívia, a República Dominicana, a Costa do Marfim, a República da Coreia, Cuba, Nova Zelândia, o Irão, a Libéria, o Quénia, o Japão e a Namíbia.

Publicado: Segunda, 12 Maro, 2007

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter