AIPA

Católicos contra "harmonização redutora" das políticas da União Europeia

Os responsáveis da pastoral católica das migrações de 24 países da Europa denunciaram "os perigos de uma 'harmonização redutora' das políticas da União Europeia em matéria de imigração e asilo". A ideia está contida no comunicado final da assembleia geral anual que reuniu os respectivos directores nacionais, em Malines (Bélgica). De acordo com o texto, os secretariados das diferentes conferências episcopais querem sensibilizar a hierarquia católica para os problemas colocados pela nova situação europeia e, ao mesmo tempo, pressionar os governos a assinarem a Convenção Internacional para a Protecção dos Direitos dos Trabalhadores Migrantes e Membros de suas Famílias. O comunicado, divulgado ontem na sequência da reunião que decorreu no fimde-semana, diz que as igrejas de cada país devem também aproveitar as potencialidades culturais e religiosas das migrações: apoio às paróquias e capelanias de imigrantes, colaboração entre os episcopados dos países de partida, trânsito e acolhimento; e valorização do diálogo ecuménico e inter-religioso no contexto da migração. Fonte: Publico

Publicado: Quinta, 23 Setembro, 2004

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter