AIPA

Caminhos Escolares de Jovens Africanos é tema de um estudo do Observatório das Migrações

"A integração dos descendentes de imigrantes é um dos principais desafios colocados aos sistemas de ensino, dentro e fora do espaço europeu. Portugal não é uma exceção – a presença significativa desta população, nomeadamente com origem africana, nas escolas das principais áreas urbanas tem marcado a investigação sociológica nos últimos anos, ajudando a reinterpretar novas e velhas desigualdades sociais".

Este é o mote de mais um estudo, o número 57, da coleção do Observatório das Migrações (OM).

"Caminhos Escolares de Jovens Africanos (PALOP) que Acedem ao Ensino Superior", da autoria de Teresa Seabra (coord.), Cristina Roldão, Sandra Mateus e Adriana Albuquerque, já se encontra disponível em suporte físico e digital.

Para ter acesso ao estudo visite a sede do OM na Rua Álvaro Coutinho nº14, em Lisboa, ou aceda aqui

O Observatório das Migrações, criado em 2002, integra uma equipa de projeto do Alto Comissariado para as Migrações que tem por missão o estudo e acompanhamento estratégico e científico das migrações e é responsável pela promoção, publicação e lançamento de centenas de estudos e organização de conferências de grande relevo para a compreensão em Portugal dos fenómenos migratórios.

Publicado: Quarta, 15 Fevereiro, 2017

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter