AIPA

Papa dedica mensagem a menores migrantes, «vulneráveis e sem voz»

Texto: Agência Ecclesia | Foto: Direitos Reservados 

O Papa vai escrever uma mensagem sobre a situação dos menores migrantes, “vítimas de graves violações” dos Direitos Humanos, anunciou esta quarta-feira o Vaticano.

O Conselho Pontifício da Pastoral para os Migrantes e Itinerantes (Santa Sé) adiantou que o tema para o 103.º Dia Mundial do Migrante e Refugiado (15.01.2017) é ‘Menores migrantes, vulneráveis e sem voz’.

“O Santo Padre que centrar a atenção sobre os mais pequenos dos pequenos. Muitas vezes, as crianças chegam sozinhas aos países de destino e não estão em condições de fazer ouvir a sua própria voz”, refere o organismo da Santa Sé, em comunicado.

O texto sublinha que a migração é um “fenómeno mundial” que não diz respeito só a pessoas “em busca de trabalho ou de melhores condições de vida” mas também a adultos e menores que “fogem de verdadeiras tragédias”.

“É necessário garantir que em cada país onde os migrantes e as suas famílias cheguem, gozam do pleno reconhecimento dos seus próprios direitos”, acrescenta a Santa Sé.

O tema escolhido pelo Papa tem em consideração que as crianças são os “mais frágeis” no contexto das migrações, “muitas vezes invisíveis, porque estão privados de documentos ou sem acompanhantes”.

 

O Dia Mundial do Migrante e Refugiado nasceu em 1914 por iniciativa da Santa Sé, com a preocupação de apoiar os emigrantes e a formação dos missionários que os acompanhavam.

Publicado: Quinta, 23 Junho, 2016

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter