AIPA

Seminário 'Serviços e Produtos Bancários para Imigrantes

No dia 21 de Junho, o ACIME realiza o Seminário sobre "Serviços e Produtos Bancários para Imigrantes". Este Seminário decorre da constatação de que os serviços prestados pelas entidades bancárias assumem, na sociedade de hoje, um papel de relevo, ocupando um espaço cada vez maior na vida dos cidadãos. Falamos, não só da abertura e manutenção de contas bancárias (para diversos efeitos, desde o ordenado à poupança), como das facilidades de crédito com os mais variados fins e ainda de diversos produtos bancários criados para públicos específicos, especialmente vocacionados para responder a concretas necessidades. O acesso aos diferenciados serviços prestados por entidades bancárias assume-se, nos dias de hoje, como um verdadeiro direito de cidadania já que, só através deles os cidadãos conseguem ver satisfeitas determinadas necessidades (algumas genéricas, outras específicas do grupo em que se enquadram). Atendendo ao exposto, e também nos seu próprio interesse, as entidades bancárias revelam uma constante preocupação com a actualização dos serviços e produtos que disponibilizam ao público, de forma a que a sua gama de oferta cubra o maior número possível de situações - naturalmente, com respeito pelas políticas definidas pela própria instituição. Os imigrantes constituem, actualmente, um grupo a que determinados bancos começaram a prestar atenção, já que a sua representação em território nacional reclama a criação de produtos e serviços que respondam às suas necessidades específicas. Porém, ao crescente número de cidadãos estrangeiros em Portugal nem sempre tem correspondido uma adaptação, flexibilidade e abertura de todas as entidades bancárias. Constata-se que os cidadãos estrangeiros que se encontram em território nacional sentem inúmeras dificuldades no acesso aos serviços e produtos bancários, designadamente e entre outros, na abertura presencial de contas de depósito (relacionadas, sobretudo, com os elementos de identificação que lhes são exigidos para o efeito) no acesso ao crédito (com origem numa falta de confiança dos bancos) e no envio de remessas para os seus países de origem (atendendo aos valores que lhes são cobrados para o efeito). Tais dificuldades perpetuam-se em diversas dimensões das suas vidas e dão origem a um conjunto de bloqueios que importa que sejam ultrapassados. Por isso, o ACIME decidiu fazer do tema “Produtos e Serviços Bancários para Imigrantes” o centro de uma reflexão a análise que entendeu promover sob a forma de seminário. Em concreto, procedeu-se à selecção de núcleos de questões que são, no entendimento do ACIME, essenciais para uma meditação sobre esta temática, e que se pretende que sejam pensadas e aprofundadas. Neste quadro, o seminário visa, acima de tudo, alertar para a essencialidade do papel dos serviços prestados pelas entidades bancárias na vida dos cidadãos, em geral, e na vida dos imigrantes, em especial, permitir uma análise das dificuldades concretas sentidas pelos imigrantes no acesso às entidades bancárias e aos seus serviços, lançar uma reflexão sobre possíveis formas de contorno e de transposição das dificuldades identificadas e, finalmente, viabilizar considerações sobre as necessidades bancárias específicas deste grupo de população bem como dos serviços e produtos concretos, inovadores, que podem constituir uma resposta positiva para si. Este Encontro tem lugar no dia 21 de Junho, das 09.30h às 13.00h, no Centro Cultural de Belém e tem o seguinte programa. Para mais informações: www.acime.gov.pt

Publicado: Segunda, 19 Junho, 2006

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter