AIPA

Morreu João Doroteia, peculiar dirigente associativo cabo-verdiano

João Doroteia, dirigente associativo muito estimado em Portugal pelo seu trabalho em prol da inclusão social da comunidade cabo-verdiana, morreu ontem, 06, vítima de cancro. Era natural da ilha de Santo Antão. A AIPA aproveita para endereçar as sentidas condolências à familia. João Doroteia era dirigente, fundador e presidente da Associação Cabo-Verdiana de Sines e de Santiago do Cacém. Era também vice-presidente da Assembleia-Geral da Federação das Organizações Cabo-Verdianas, criada no ano passado e que visa, como o nome indica, federar as organizações cabo-verdianas em Portugal. A comunidade a que presidia e que se radica numa área industrial portuguesa muito conhecida no litoral alentejano distingue-se por um trabalho de conquista de condições sociais e de relações de cooperação com instituições locais, tidas como exemplares. Habitualmente é referida como um grupo onde a integração é plena. Alcestina Tolentino, presidente da Associação cabo-verdiana de Lisboa e a mais antiga na comunidade, lamentou a morte deste “parceiro” e recordou o seu trabalho na melhoria da integração dos cabo-verdianos em Portugal. João Doroteia era natural de Santo Antão e emigrou para Portugal há várias décadas. (ol) "Semana online" A Associação Caboverdeana aproveita para informar que o corpo do nosso saudoso companheiro João Doroteia estará em câmara ardente amanhã a partir das 14h30 na capela de Sines e o funeral realizar-se-á na sexta feira às 10h00 no cemitério de Sines.

Publicado: Quinta, 08 Junho, 2006

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter