AIPA

Sons da Gâmbia e dos Balcãs em destaque na 7ª Edição do Festival ‘O Mundo Aqui’

A 7ª Edição do Festival ‘O Mundo Aqui’ já tem o programa fechado, com destaque para os sons da Gâmbia e dos Balcãs.

Nos dias 27 e 28 de novembro (sexta e sábado), na Academia das Artes de Ponta Delgada, a música, gastronomia e danças do mundo irão celebrar a diversidade cultural e promover a interculturalidade na 7ª Edição do Festival ‘O Mundo Aqui’, uma iniciativa promovida pela AIPA.

O programa do Festival conta com a participação de 5 bandas e 1 dj que irão transportar-nos para as sonoridades dos Açores, Brasil, Cabo Verde, Gâmbia, Moçambique e Europa do Leste /Balcãs.

No dia 27 de novembro, o músico cabo-verdiano Alexandre Gualdino, a residir na ilha do Faial, com a filha  Misuzy Delgado irá estrear o palco do ‘Mundo Aqui’ com uma atuação que irá retratar um misto da cultura cabo-verdiana e açoriana.

A primeira noite do Festival termina com o espetáculo do grupo Batida Balkanica que apresentará as sonoridades e dança mais eufóricas da história da música da Europa de Leste ou Balcânica.

A noite de sábado inicia com as sonoridades da terra do Samba, através da atuação do brasileiro Sergin Motta que promete um concerto com um repertório que valoriza a riqueza rítmica da Música Popular Brasileira. A seguir, o palco é de Mbye Ebrima, natural da Gâmbia e um mestre de música e palavra, conhecedor de história, cantor e tocador de Kora.
Ebrima reside em Lisboa desde fevereiro de 2015, onde com o seu Kora já subiu a vários palcos da capital portuguesa, atuou no Porto e no Algarve.
As atuações dos grupos terminam com a invulgar voz e presença da moçambicana Vânia Dilac. A residir na ilha de São Miguel há muitos anos, a cantora irá apresentar-nos um reportório de músicas africanas de artistas de renome.

Depois da meia-noite, o dj Humberto Furtado irá conduzir os presentes para uma Noite de Kizomba.

A tenda gastronómica “Sabores do Mundo” terá pratos e petiscos de Angola, Brasil, Cabo Verde e China, cujos stands são da responsabilidade de imigrantes residentes na região e estarão abertos, durante os dois dias, para almoço e jantares.

No âmbito do Festival decorrerão, ainda, diversas atividades paralelas tais como “O Mundo Aqui fora de Portas”, “Hora do Conto com Susana Teles Margarido”, Workshop de Kizomba e Funaná com Humberto Furtado e a iniciativa “O Livro que me ajudou a compreender o Mundo”.

 

A entrada para o Festival “O Mundo Aqui” tem um valor simbólico diário de 2€ para não sócios e de 1€ para os sócios da AIPA.  

Publicado: Quinta, 12 Novembro, 2015

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter