AIPA

Portugal recebe primeiro grupo de refugiados na próxima semana

Texto: Fátima Missionária | Foto: Direitos Reservados 

A maioria dos migrantes é natural da Síria e encontra-se num campo de refugiados do Egito. Segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras não fazem parte do processo de recolocação definido pela União Europeia.

 

Um grupo de 45 refugiados que está no Egito deve chegar a Portugal na próxima semana, no âmbito da quota anual estabelecida entre as autoridades portuguesas e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). O acolhimento destes migrantes não tem qualquer relação «com o processo de recolocação dos 4.500 requerentes de proteção internacional, conforme decisão da União Europeia», segundo informou, em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). 

De acordo com os responsáveis do SEF, estes refugiados deviam ter chegado a Portugal em setembro, no âmbito da quota que o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) atribuiu a Portugal em 2014, mas um problema burocrático no Egito impediu a saída do grupo do campo de refugiados do Cairo. 

Oriundos sobretudo da Síria, mas também da Eritreia e Sudão, os migrantes serão instalados em Penela e na área de Lisboa, ao abrigo de um plano que está a ser preparado por várias organizações não governamentais, como Conselho Português para os Refugiados, Serviço Jesuíta aos Refugiados e a Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional. 

Quanto aos 4.500 refugiados definidos pela Comissão Europeia, o SEF refere que a calendarização da chegada do primeiro grupo está dependente das entidades que organizam e processam os pedidos de proteção internacional, em Itália e na Grécia, de modo a serem posteriormente recolocados pelos Estados-membros, incluindo em Portugal.

Publicado: Tera, 27 Outubro, 2015

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter