AIPA

Mais de 7.000 migrantes chegaram por dia à Grécia esta semana

Texto: RTP | Foto: Direitos Reservados 

De acordo com a Organização Internacional para as Migrações registaram-se esta semana mais de 7.000 chegadas diárias de migrantes à Grécia, contra as 4.500 habituais no final de setembro. Um deles era uma criança de um ano, que acabou por falecer durante a travessia.

A Organização Internacional atribui o pico de chegadas à previsão de mau tempo que deverá impedir a travessia do Mar Egeu a partir da Turquia, nos próximos dias.

Na semana passada, o mau tempo fez diminuir o número de chegadas para as 1.500 diárias.

Durante os próximos meses o número de refugiados a fazer a travessia dos mares Egeu e Mediterrâneo deverá diminuir, mas, mesmo assim, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, ACNUR, espera que cheguem à Europa 700.000 migrantes até finais de 2015.

Até agora foram registadas cerca de 560.000 chegadas, quase 400.000 delas na Grécia.

Esta sexta-feira, uma criança, com cerca de um ano de idade, morreu na travessia, perto da ilha grega de Lesbos.

A criança seguia num barco de borracha com dezenas de refugiados, que ficou à deriva e foi encontrada já inconsciente pelas autoridades. Ainda foi levada para o hospital, mas não sobreviveu.

Só este ano entraram na europa 560 mil refugiados.

O Alto Comissário para os Refugiados, António Guterres é esperado este sábado em Lesbos, um dos principais pontos de entrada na Grécia, reunindo-se ainda com o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras em Atenas nos próximos dias.

A União Europeia iniciou hoje a distribuição de migrantes por vários Estados-membros, transferindo 20 pessoas originárias da Eritreia de Itália para a Suécia.

Grécia e Itália deverão intensificar ainda os seus esforços de registo e de triagem dos migrantes.

Publicado: Segunda, 12 Outubro, 2015

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter