AIPA

Europol atenta às redes de tráfico humano

Texto: Fátima Missionária | Foto: Direitos Reservados 

Órgão de coordenação policial da União Europeia criou uma equipa especial para combater os grupos organizados que estão a facilitar as viagens de barco no Mediterrâneo aos imigrantes, para que entrem de forma ilegal no espaço europeu.

 

A Europol constituiu uma equipa especial, batizada com o nome de «Mare», com o intuito de recolher informações e coordenar operações de combate às redes de tráfico de pessoas, sobretudo aquelas que organizam viagens de barco pelo Mediterrâneo, para que os imigrantes entrem ilegalmente no espaço da União Europeia (UE). 

«As tragédias migratórias a que temos assistido no mar exigem uma ação rápida e coordenada a nível da UE. O lançamento da equipa operacional Mare não podia ser mais oportuno», afirmou o diretor da Europol, Rob Wainwright, prometendo uma «resposta proativa das forças de segurança» contra os facilitadores da imigração ilegal. 

Para Dimitris Avramopoulos, comissário de Imigração da UE, o novo centro de inteligência marítima, acolhido e apoiado pela Europol, «tem um grande potencial», pois «reforçará as atuações contra os traficantes de seres humanos e contra criminosos sem escrúpulos que facilitam a imigração irregular para a Europa, através do Mediterrâneo».

Publicado: Quarta, 18 Maro, 2015

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter