AIPA

Austrália tem mais de 700 ofertas de emprego em várias áreas

Texto: Emprego pelo Mundo | Foto: Direitos Reservados 

A Austrália tem diversas ofertas de emprego para várias áreas espalhadas pelo país. As oportunidades abrangem diversos sectores, como engenharia, telecomunicações, ensino, turismo, finanças, administração, gestão, entre outras.

Considerada uma das maiores economias do mundo, a Austrália é um país caracterizado pela prosperidade, multiculturalidade, avanço tecnológico e industrial e é um dos melhores classificados ao nível da qualidade de vida, saúde, esperança média de vida, desenvolvimento humano, educação pública, liberdade económica, proteção das liberdades civis e direitos políticos.

Por todas estas razões, a Austrália pode ser uma boa opção se decidir emigrar. Contudo, a sua política de vistos é bastante restritiva, ao contrário do Canadá que no início do ano lançou os vistos expressofacilitando o processo e a atribuição de um visto.

Veja todas as oportunidades em aberto AQUI. De momento, o país tem mais de 700 ofertas de emprego em várias áreas e para diversas regiões da Austrália.

Sobre os vistos

Se pretende estar apto a trabalhar legalmente na Austrália, quer em tempo integral, como parcial ou até voluntariado, deve solicitar o visto antes de ir. O governo australiano tem leis restritivas sobre os imigrantes e atribui penalizações severas a quem não as cumpre.

A Embaixada da Austrália em Portugal não trata dos vistos de entrada no país, sendo que as informações e documentação necessárias terão de ser obtidas eletronicamente no site oficialdo governo australiano para vistos e imigração ou num balcão do Departamento de Imigração e Cidadania em Madrid, Londres, Berlim ou Viena.
Existem vários tipos de vistos, de acordo com o propósito da viagem à Austrália:

eVisitor  (subclasse 651): é um visto emitido eletronicamente e sem custos, com a validade de um ano e direito a múltiplas entradas no país, por um período máximo de três meses de permanência após cada entrada. Não permite trabalhar no país, mas permite visitar e explorar as oportunidades existentes. Deve fazer o pedido do eVisitor duas semanas antes de viajar;

Business (Short Stay) Visa (Subclass 456): é gratuito para cidadãos europeus e permite permanecer na Austrália até três meses, podendo ser acompanhado de familiares, desde que demonstre a sua função e empresa para a qual trabalha e com a qual vai realizar contacto;

Temporary Work (Skilled) (subclasse 457): este visto pode ser obtido após prestar provas das suas qualificações e do patrocínio da empresa disposta a recebe-lo na sua área profissional. O custo total das três fases pode chegar aos 450 euros, cerca de 560 dólares australianos. Este visto é valido para trabalhar até quatro anos na Austrália, podendo ser acompanhado da sua família. Após os quatro anos, se desejar permanecer no país, poderá pedir autorização de residência;

ELICOS Sector  (subclasse 570): para assistir a cursos a título oficial e de duração superior a três meses terá de pedir este visto. Pode levar consigo familiares dependentes, que ficam autorizados a ter um part-time, de até 40 horas quinzenais. O visto tem o custo de 445 euros e só poderá ser emitido após comprovar que está inscrito numa instituição de ensino australiana.

É também importante referir que muitas profissões especializadas, como a de médico, têm um visto próprio. Informe-se acerca de todos os vistos AQUI. Visite também o site Portuguese in Australia, criado por imigrantes portugueses, que disponibiliza informações acerca de vistos, alojamento e emprego na Austrália.

 

 

Publicado: Segunda, 09 Maro, 2015

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter