AIPA

Angra do Heroísmo acolheu Conferência sobre Racimo, Integração e Mobilidade

Numa conferência que reuniu, no passado dia 21 de Março, no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, cerca de 300 participantes, estiveram sobre a mesa temas como o racismo, a integração dos imigrantes e a questão da mobilidade humana.

Na sessão de abertura presidida pela Presidente da Assembleia Legislativa Regional, Dra. Ana Luís, participaram também o Secretário de Estado Adjunto do Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Dr. Pedro Lomba, o Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas, Dr. Rodrigo Oliveira, a Vereadora da Câmara Municipal de Angra de Heroísmo, Dra. Raquel Ferreira e o Presidente de Direção da AIPA, Dr. Paulo Mendes.

O período da manha, reservado à temática da discriminação racial em Portugal, teve como oradora principal Maria Benedicta Monteiro, Professora Catedrática no ISCTE, desde 1986. Na mesa redonda sobre este tema contribuíram Vasco Malta, do Alto Comissariado das Migrações, Gilberta Rocha, do Centro de Estudos Sociais da Universidade dos Açores, Miguel Pinheiro, técnico da UMAR Açores / CIPA e Paulo Mendes, Presidente da AIPA.

“As próximas eleições Europeias: Que Europa queremos? Fechada ou aberta à mobilidade humana?” foi o tema debatido, no início do período da tarde, por Berto Messias (PS), António Ventura (PSD), Félix Rodrigues (CDS-PP), Paulo Sousa Mendes (BE) e Cátia Benedetti (PCP), neste ano em que se realizarão, a 25 de maio, as próximas eleições para o Parlamento Europeu. Os trabalhos terminaram pelas vozes de António Neves (Eng. Electrotécnico), Christoph Kneppeck (Gestor de Empresas), Décio Santos (Eng. Electrotécnico), Francisco Simões (Psicólogo) e Tânia Ferreira (Socióloga), que partilharam a sua perspetiva sobre “O que os cidadãos podem fazer por + Europa?”, respondendo a questões como “Que Europa queremos? Fechada ou Aberta à mobilidade? ” e “O que é que os cidadãos podem fazer por uma Europa melhor e mais próxima das pessoas?”.

 

Numa altura de desinvestimento público nas questões sociais, a apropriação deste tema por parte de diferentes agentes é determinante. Acreditamos que a realização desta conferência, enquanto espaço de reflexão, possibilitou analisar os progressos e retrocessos obtidos e assim contribuir para a luta contra a discriminação racial e para a valorização da mobilidade enquanto direito fundamental do ser humano.

Publicado: Sexta, 04 Abril, 2014

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter