AIPA

Angra celebrou a diversidade

A AIPA – Associação dos Imigrantes nos Açores - com o apoio da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, celebrou no passado 14 de Setembro, no Alto das Covas, na cidade de Angra de Heroísmo, o Dia do Imigrante e do Diálogo Intercultural, com uma intensa programação cultural. Gastronomia, artesanato, música e dança de Alemanha, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moldávia e Ucrânia, fizeram parte do programa, bem como uma exposição de fotografia de Pepe Brix e um workshop de hip-hop que foi ministrado por um dos mais bem referenciados artistas portugueses desta área, Chullage. Este último fechou ainda as celebrações com um concerto recheado de ritmo e mensagens positivas. Destacamos ainda atuação do músico cabo-verdiano residente da Ilha do Faial, Alexandre Gualdino, do grupo B-UNiT (grupo de Rap formado por jovens descendentes de imigrantes na Ilha Terceira) e do Pingo Grapiuna (artista brasileiro residente na Ilha Terceira). É de referir ainda a participação de 33 artesões da Ilha Terceira deram a conhecer o artesanato local, bem como de 6 IPSS. A cerimónia da abertura contou com a presença, de entre outros convidados, da Presidente da Câmara de Angra Heroísmo, do Diretor Regional das Comunidades, da Diretora Regional de Segurança e Solidariedade Social e do Presidente de Direção da AIPA que destacaram a importância da valorização da diversidade cultural. Depois de Ponta Delgada, Angra de Heroísmo foi a segunda cidade açoriana a celebrar o Dia do Imigrante e do Diálogo Intercultural, sendo a intenção da AIPA sensibilizar as restantes autarquias açorianas a aderirem à esta celebração. A iniciativa contou com o apoio da Câmara Municipal de Angra de Heroísmo e do Governo Regional dos Açores. A AIPA acredita que hoje, mais do que nunca, é necessário um esforço coletivo com o propósito de potenciar as mais-valias inerentes ao processo migratório e celebrar a diversidade cultural, enquanto eixos estruturantes de uma sociedade moderna e inclusiva. Face à importância que o Concelho de Angra assume no contexto regional, enquanto espaço de acolhimento de imigrantes, é nossa convicção que esta iniciativa contribuiu para fortalecer os elos de ligação entre os imigrantes e a sociedade açoriana.

Publicado: Tera, 17 Setembro, 2013

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter