AIPA

Panazorean: Jovens gravam curta metragem nos Açores para fomentar cinema profissional

Um grupo de jovens está a gravar na ilha açoriana de S. Miguel uma curta-metragem sobre emigração, para provar que "há condições e potencial" para dinamizar o cinema profissional no arquipélago.

 "Há condições e há potencial. Há tudo para fazermos cinema cá", afirmou à Lusa João Botelho, realizador da curta-metragem intitulada "Alabote", que está em plena fase de rodagem na maior ilha dos Açores.

 O projeto, desenvolvido por um grupo de 19 jovens licenciados em cinema e multimédia, visa concorrer à segunda edição do festival internacional de cinema sobre migrações, que vai decorrer em abril na cidade de Ponta Delgada.

 O II Panazorean, organizado pela Associação de Imigrantes dos Açores, tem inscritos 415 filmes provenientes de 60 países e é o único festival do género que se realiza em Portugal.

 

"Vamos começar pelo festival Panazorean. Vamos ver o que é que dá. Se for bom queremos mandar para fora, ir a outros festivais", referiu João Botelho, que se mostrou entusiasmado com a forma como todo o trabalho está a decorrer.

 

"Alabote" é um drama que retrata a vida de um jovem, abandonado pelos pais, que vive com a avó na esperança de reencontrá-los, uma temática que recua à década de 80 do século passado, época em que muitos açorianos decidiram emigrar, sobretudo para os Estados Unidos da América à procura de uma vida melhor.

 Nesta curta-metragem 100% açoriana entram sete atores e 13 figurantes, um trabalho que estará concluído a 15 de março, visto que está já agendada a apresentação do `trailler` a 20 de março.

 Este fim de semana as gravações decorreram na freguesia das Furnas, uma das mais emblemáticas dos Açores e nem a ameaça de chuva nem uma procissão local fizeram abrandar o ritmo de trabalho. 

"Está a correr tudo bem. Desde que haja uma pré produção muito bem feita é meio caminho andado para a rodagem correr muito bem", afirmou João Garcia, diretor geral da curta-metragem, acrescentando que a pré produção começou a ser feita três meses antes.

 Em noite de Óscares, estes jovens cineastas não escondem que também sonham um dia erguer a estatueta dourada.

 "Vamos fazer por isso. O nosso objetivo é ganhar um Óscar", confessou João Botelho e João Garcia, ambos com um sorriso no rosto.

 FONTE: RTP Notícias, 24 de fevereiro de 2013. 

Publicado: Tera, 26 Fevereiro, 2013

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter