AIPA

Ministros discutem reforço do controlo das fronteiras contra imigração ilegal

Os ministros do Interior da União Europeia deverão adoptar, em reunião a realizar quinta-feira no Luxemburgo, um conjunto de medidas para defender as fronteiras do espaço Schengen e impedir a imigração clandestina, indicaram fontes diplomáticas.

As novas regras para a gestão e controlo do espaço Schengen será discutido na reunião do Luxemburgo e em cima da mesa estarão propostas avançadas pela França e Alemanha nesse domínio.

O documento de trabalho prevê a possibilidade de os Estados-membros de Schengen estabelecerem sistemas de controlo nas suas fronteiras nacionais por um período de seis meses, que pode ser prolongado por mais seis meses, deixando de depender de circunstâncias excepcionais.

 

A reunião deverá servir para obter uma posição comum dos ministros do Interior sobre as novas regras que haviam sido discutidas numa anterior reunião a 26 de Abril, também no Luxemburgo.

Contudo, desde essa altura registaram-se mudanças políticas em França, com a eleição para Chefe de Estado do socialista François Hollande, na segunda volta das presidenciais francesas.

 

Apesar de esse compromisso não vincular o novo governo francês, a França deverá adoptar uma posição construtiva na reunião de quinta-feira, tendo os responsáveis da pasta dos Assuntos Internos da Alemanha e França conversado já telefonicamente sobre o dossiê.

A necessidade de combater a imigração clandestina será o argumento de peso a utilizar pelos defensores das novas regras que prevêem a possibilidade de restaurar mecanismos de controlo nas fronteiras nacionais do espaço Schengen, como último recurso para travar a entrada de imigrantes ilegais.

Lusa/SOL, 2 de junho de 2012. 

Publicado: Segunda, 04 Junho, 2012

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter