AIPA

ACIME promove criação de Bolsa de Formadores

O ACIME está a promover a criação de uma Bolsa de Formadores com o objectivo de desenvolver acções de formação e de sensibilização da sociedade portuguesa, para a questão do acolhimento e da integração da imigração e das minorias étnicas, em Portugal. Neste sentido, o ACIME está a lançar um convite à apresentação de candidaturas, devendo os interessados remeter o seu Curriculum Vitae até de 15 de Janeiro de 2006. Saiba mais pormenores sobre este projecto e respectivos requisitos de candidatura. Bolsa de Formadores convite à apresentação de candidaturas Enquadramento O Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas (ACIME) inicia agora uma nova etapa no acolhimento e na integração dos imigrantes, numa perspectiva de estruturação e solidificação desse acolhimento. O projecto da criação de uma Bolsa de Formadores surge no âmbito do Plano de Actividades do ACIME para 2006-2008. Finalidade A criação de uma bolsa de Formadores permitirá desenvolver, em qualquer região do país, acções de formação e informação sobre Imigração e Minorias Étnicas, em parceria com Autarquias, Escolas, Empresas, Associações, etc. Este projecto visa descentralizar o esforço de sensibilização e mobilização para a causa do acolhimento e integração. Objectivos específicos O principal objectivo é qualificar uma bolsa de técnicos especializados – cerca de 25 pessoas. Estes funcionarão como agentes de formação que possam intervir junto das mais diversas instituições que, em Portugal, são, directa ou indirectamente, implicados no processo de acolhimento e integração dos imigrantes – escolas, associações, hospitais, tribunais e organismos públicos e privados em geral. Para tal, vai decorrer um Curso de Formação de Formadores na área da Imigração que capacite os futuros formadores de um conhecimento técnico e reflexivo sobre a imigração em Portugal, em particular no que respeita (1) ao seu Enquadramento Legal, (2) ao Acolhimento e Integração dos Imigrantes e (3) à Educação Intercultural. Os conteúdos desta formação passarão portanto por áreas tão diversas quanto as questões associadas ao Trabalho, à Habitação, à Saúde, à Educação, à Cultura e Língua e à Justiça, abordando em particular as problemáticas relacionadas com os descendentes de imigrantes, o reagrupamento familiar, o racismo e discriminação, a liberdade religiosa, o associativismo imigrante, os media, as relações com o país de origem, o acesso à cidadania e direitos políticos, entre outros. Perfil dos Candidatos Procura-se para esta bolsa de formadores candidatos com o seguinte perfil: Interesse pela área das Migrações, da Interculturalidade e dos Direitos do Homem; Motivação e disponibilidade para participar em acções de intervenção cívica, social e de solidariedade; Experiência pessoal nas áreas / conteúdos acima enunciados; Capacidade e interesse de conviver e trabalhar com outras pessoas, em meios multiculturais; Boa capacidade de expressão, comunicação e gosto por relações inter-pessoais, particularmente em contexto de formação; Disponibilidade imediata para participar no processo de formação intensiva (com início a 31 de Janeiro de 2006); Disponibilidade como formador(a) free-lancer no período seguinte à formação intensiva; Ter um grau de Ensino Superior (bacharelato, licenciatura), preferencialmente, nas seguintes áreas: Ciências Sociais e Humanas; Ensino / Ciências da Educação; Ciências Políticas; Direito ou Sistema Jurídico. Cada um dos formadores que compõem esta bolsa será um agente de intervenção social que, por via da formação adquirida, tenha como missão servir de interlocutor privilegiado no que diz respeito ao papel do ACIME e da sua missão no acolhimento e integração dos imigrantes em Portugal. Esse papel é levado a cabo através de diversos tipos de sessões – workshops, seminários, acções de formação, etc. – identificadas e definidas pelo ACIME a partir de uma matriz estratégica de formação. Plano de Formação / Cronograma A formação decorrerá em duas grandes fases: FORMAÇÃO INTENSIVA Seminário 1 32 horas 31 de Janeiro a 3 de Fevereiro de 2006 (residencia*) Formação Observada no Terreno 3-6h/participantes entre 4 e 12 de Fevereiro de 2006 Seminário 2 56 horas 13 a 20 de Fevereiro de 2006 *inclui dormida (residencial*) FORMAÇÃO ACOMPANHADA Trabalho no terreno 48 horas (pagas) Tutoria por formadores / organizações especializadas; Seminário 3 2 dias Julho § Consolidação; Avaliação; Seguimento. Metodologia A metodologia a adoptar nesta formação baseia-se na motivação intrínseca do formando e é não-hierárquica por natureza. A formação a levar a cabo é, então, concebida como um espaço de aprendizagem mútua, onde os participantes podem experimentar e comparar diferentes abordagens à problemática interculturalidade e da imigração em geral. Será utilizado um conjunto diversificado de métodos de aprendizagem – da intervenção plenária aos jogos e simulações, passando por trabalhos em pequenos grupos – e os participantes serão interpelados a fazer uso do seu potencial criativo e de uma atitude crítica e reflexiva sobre a sua própria experiência pessoal. Candidaturas e Processo de Selecção Os interessados deverão preencher o formulário em anexo e enviá-lo juntamente com o seu Curriculum Vitae por e-mail para barbara.duque@acime.gov.pt até dia 15 de Janeiro de 2006. O ACIME procederá à selecção dos formandos/formadores com base numa apreciação qualitativa das respostas dos candidatos e dos respectivos CVs, tendo ainda em conta um conjunto de outros equilíbrios desejáveis em termos de diversidade regional, género, experiência e competências específicas, etc. A lista das candidaturas admitidas bem como a lista dos candidatos seleccionados serão, oportunamente, divulgadas no site do ACIME, em www.acime.gov.pt Nota: 1

Publicado: Quarta, 11 Janeiro, 2006

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter