AIPA

Panazorean reúne 35 filmes de 15 nacionalidades diferentes

A AIPA (Associação dos Imigrantes nos Açores) realiza, de 14 a 21 de Abril, em Ponta Delgada, o Panazorean - Festival Internacional de Cinema sobre as Migrações e Interculturalidade que reúne 35 filmes de 15 nacionalidades diferentes.

A partir dos Açores, espaço de partidas e chegadas por excelência, a AIPA – Associação dos Imigrantes nos Açores apresenta, de 14 a 21 de Abril de 2012, na cidade de Ponta Delgada, o seu primeiro festival internacional de cinema sobre o tema das migrações e interculturalidade, o Panazorean. Reforçar o diálogo entre as pessoas de e em todo o mundo, mostrar a realidade em que vivemos e apostar na riqueza da diversidade cultural são os grandes objetivos deste evento. Este festival de cinema é o único do país e um dos poucos a nível mundial, sobre migrações e interculturalidade.

Por outro lado, e partir da obrigação da interrogação do cinema “O cineasta não deve fazer só filmes, ele deve-se interrogar sobre a sociedade em que vive” que abraçámos este projecto do Panazorean Film Festival, a par com a mais profunda convicção de que é possível, a partir destas ilhas, celebrar com intensidade as migrações e a diversidade cultural e contribuir para e existência de um olhar atento sobre o fenómeno das migrações e interculturalidade.

O Festival conta com quatro secções competitivas: a competição regional, a nacional e a internacional, bem como, uma destinada às escolas da Região. Esta 1ª edição do Panazorenan irá exibir filmes de realizadores consagrados e emergentes como é caso de Pedro Costa, Fernand Melgar, Sylvain George, Ulrich Kohler e Gonçalo e conta com o envolvimento de 40 parceiros envolvidos (internacionais, nacionais e regionais), com destaque para o Governo Regional, através da Direcção Regional das Comunidades, Direcção Regional da Juventude, Programa Pró Convergência, Meo, SATA e um total de prémios superior a 14.000 euros.

Durante 8 dias o Panazorean será o ponto de encontro para realizadores, produtores, investigadores e o público em geral debaterem e refletirem sobre as migrações e o diálogo intercultural. Nesta primeira edição recebemos 90 filmes provenientes de 25 países, tendo o comité de seleção escolhido 35 filmes, dos quais 3 estarão na secção não competitiva e os restantes na competitiva. Esta última secção integra 15 longas e 20 curtas, produções provenientes de 15 países diferentes: Espanha, Alemanha, Portugal, Brasil, Rússia, Polónia, Suíça, França, Itália, Noruega, Marrocos, Cabo Verde, Roménia, Singapura e Japão.

Os filmes que serão exibidos no Panazorean retratam as várias dimensões das migrações como as políticas de imigração, o processo de integração, a imigração irregular, deportação, o retorno, o encontro/confronto cultural, a (não) convivência de culturas diferentes num mesmo espaço e a perspetiva de género nas migrações. Cada sessão será antecedida de uma apresentação por parte do realizador e/ou um convidado, que após o visionamento do filme suportará o debate que se pretende que seja o mais alargado e participativo possível. Com o objetivo de envolver o público de forma direta no festival, este será levado a apresentar as suas preferências, escolhendo a melhor película regional, nacional e internacional, patrocinados pela MEO.

No sentido de reforçar o debate e os vários olhares sobre a temática das migrações e a interculturalidade associamos ao Panazorean um conjunto de atividades nomeadamente conferências (em parceria com a Universidade Aberta e a Universidade dos Açores) exposições e oficinas.

É de realçar nesta primeira edição, um olhar particular sobre dois países com realidades distintas, Alemanha e Cabo Verde, mas que nos ajudam a perceber quão complexo é o tema e as respostas subsequentes.

É de destacar ainda a presença de 4 filmes de produção regional, assim como a presença de uma competição destinada às escolas da Região, que surgiu de oficinas que foram desenvolvidas em parceria com as Escolas Secundárias Antero de Quental e Domingos Rebelo, de onde resultaram 3 filmes. Desde o início, foi um propósito do Festival incentivar as gerações mais jovens na produção cinematográfica, dando especial enfoque numa reflexão sobre as temáticas das migrações e interculturalidade e criar uma cadeia de sensibilidade e acção na sociedade açoriana face ao tema do diálogo intercultural.

Importa realçar o facto de o Panazorean ser um festival “verde” que se traduziu num protocolo estabelecido com a AZORINA – Sociedade de Gestão Ambiental e Conservação da Natureza, que irão fazer a medição e gestão da pegada carbónica.

Tendo em conta o número de filmes recebidos bem como as suas diversas proveniências é nossa convicção de que o Panazorean poderá representar um excelente meio de promoção da açorianidade e do destino Açores.

Que o Panazorean constitua mais uma pedra na construção dessas pontes entre as várias dimensões e amplitudes da saudade e que partir dessa ilhas de bruma, plantadas em pleno oceanos atlântico, possamos dar o contributo para um outro olhar sobre as migrações e o diálogo intercultural.

Mais Informações:

André Santos – Director do Festival

E-mail: andre.santos@aipa-azores.com

Telefone: 963909704

www.panazorean.com

Publicado: Quinta, 29 Maro, 2012

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter