AIPA

Há mais 21 mil cidadãos que quiseram ser portugueses

Pedidos concedidos no primeiro semestre estão perto do máximo de 2010. Governo analisa lei. Imigrantes critica.

Mais 21 584 estrangeiros obtiveram a nacionalidade portuguesa nos primeiros seis meses deste ano, quase tantos como na totalidade de 2010 (24 478). Mas o Governo está a analisar a Lei da Nacionalidade, segundo anunciou recentemente o secretário de Estado da Administração Interna. Na calha está o "abrandamento" dos requisitos, provavelmente para se reduzir o número de naturalizações. As associações de imigrantes já reagiram e temem "um retrocesso nas políticas de integração", e vão pedir explicações ao Governo.

"Quando um político diz que vai reflectir é porque já tem uma opinião sobre o assunto, e parece-nos que a opinião que tem não é favorável. Portugal tem uma lei bastante razoável, até no contexto da União Europeia, e é expectável que seja aprofundado esse esforço de integração, mas parece que vai haver um retrocesso", protesta Paulo Mendes, coordenador da Plataforma das Associações de Imigrantes (PERCIP).

DN Portugal, 22 de Agosto de 2011.

Publicado: Quinta, 25 Agosto, 2011

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter