AIPA

Imigrantes romenos acreditam que Portugal poderá vir a restringir liberdade de circulação

A Associação Fratia receia que Portugal, tal como Espanha, possa também a vir a restringir a liberdade de circulação de imigrantes em virtude da falta de emprego.

A presidente da associação que representa os imigrantes romenos e moldavos em Portugal acredita que Portugal poderá vir a adoptar no futuro medidas de restrição à livre circulação de romenos, tal como Espanha irá fazer.

Em declarações à TSF, a presidente da Associação Fratia diz não ter ficado surpreendida com o facto de Bruxelas ter apoiado a pretensão espanhola de exigir um visto laboral aos trabalhadores vindos da Roménia.

Maria Iancu entende que a política europeia não tem nada a ver com o «social», mas sim com o «apoio aos ricos» e considera que os tumultos que se verificaram em Inglaterra vão tornar comuns em breve, pois a «revolta é maior».

«São muitas as famílias que estão no desemprego», acrescentou a presidente da Associação Fratia, que lembrou que Portugal está a ser muito afectado pela falta de emprego, que também está a atingir a comunidade romena em Portugal.

Maria Iancu frisou ainda que os romenos pouco podem fazer contra a imposição de medidas como a restrição à livre circulação de romenos em Espanha, até porque o governo romeno também não age contra estas decisões.

TSF, 11 de Agosto de 2011.

Publicado: Sexta, 12 Agosto, 2011

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter