AIPA

Emigração atinge um milhão na UE

Em 2010, o número de cidadãos portugueses residentes nos restantes países da União Europeia (UE) ultrapassou a barreira do milhão. Dados divulgados pelo organismo de estatística europeu, Euros-tat, revelam que no último ano viviam 1 007 289 portugueses nos 27 países da UE. Os portugueses representavam 3,1% dos 32

Face aos dados divulgados em 2008, regista-se um acréscimo de 53 mil portugueses a viver nos restantes países da UE. Em 2009, havia 989 mil estrangeiros de origem portuguesa.

A comunidade portuguesa na União Europeia é a sétima mais representativa. A lista é liderada pela Turquia, com mais de dois milhões de emigrantes. Surgem depois a Roménia, Marrocos, Polónia, Itália e Albânia. Após Portugal, as maiores comunidades são do Reino Unido, Alemanha, França, China e Ucrânia. Fora da União Europeia, o Eurostat revela a presença de 206 mil portugueses na Suíça, valor que representa um crescimento de 12 por cento face a 2008: nesse ano, viviam naquele país do centro da Europa 183 mil portugueses.

Os portugueses são o maior grupo de estrangeiros em França e no Luxemburgo. Em mais nenhum outro país integra as cinco maiores comunidades.

70 MIL PEDEM NACIONALIDADE FRANCESA

Cerca de 70 mil portugueses residentes em França pediram a nacionalidade francesa, entre 1999 e 2006. Dois terços destes portugueses efectuaram o pedido antes de completarem 18 anos, segundo dados do Ministério Francês da Imigração. Apesar do aumento de portugueses que reclamam a nacionalidade francesa, Portugal continua a ser o país com maior número de estrangeiros em França. Em 2006 eram 491 mil, segundo o mesmo organismo, seguidos dos argelinos, com 481 mil, e os marroquinos, com 460 mil. Os cidadãos dos dois países africanos também apresentam pedidos "massivos" para obter a cidadania francesa.

REMESSAS DE FRANÇA VALEM 899 MILHÕES

As segunda e terceira gerações de portugueses a viver em França mantêm uma ligação a Portugal e procuram preservar a cultura nacional através de associações. Os registos consulares possuem dados de 1,1 milhões de portugueses e luso-descendentes, num país em que os dados oficiais estabelecem em menos de meio milhão os cidadãos portugueses. Em paralelo, as remessas dos emigrantes provenientes de França valem 899 milhões de euros. O país de onde os portugueses enviam mais dinheiro representa 38% das remessas. No último ano, registos consulares em França observaram um acréscimo de 17 mil emigrantes.,5 milhões de imigrantes da União Europeia, acrescenta o Eurostat.

Correio da Manhã, 2 de Agosto de 2011.

Publicado: Tera, 02 Agosto, 2011

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter