AIPA

Quase menos 10 por cento de imigrantes cabo-verdianos em Portugal

O número de estrangeiros a viver em Portugal diminuiu quase dois por cento em 2010, sendo que há menos imigrantes cabo-verdianos em terras lusas, registando uma queda de 9,96 por cento face a 2010. A comunidade brasileira e cabo-verdiana continuam a ser as mais representativas e a romena lidera no conjunto dos países da União Europeia. O número de imigrantes cabo-verdianos em Portugal registou, em 2010, uma queda de 9,96 por cento face ao ano anterior. Os dados foram apresentados neste domingo, pelo ministro da Administração Interna português, Miguel Macedo, que divulgou o relatório anual do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. As maiores quedas de imigrantes em Portugal foram das comunidades provenientes de Angola (com -11,53 por cento), Guiné (-13,63 por cento), Cabo Verde (-9,96 por cento) e Ucrânia (-5.53 por cento). No ano passado, havia 445.262 estrangeiros a residir naquele país, número que representa um decréscimo de 1,97% comparado a 2009. Foi a primeira vez que Portugal apresentou um decréscimo no número de imigrantes desde 1980. O decréscimo da população estrangeira no país "quebra a continuidade do crescimento sustentado que caracterizou a comunidade estrangeira em Portugal nos últimos anos", refere o relatório.

Angola Press, 26 de Julho de 2011.

Publicado: Quarta, 27 Julho, 2011

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter