AIPA

Desafios para imigrantes e emigrantes agudizam-se em tempos de crise

A manutenção dos direitos das comunidades imigrantes em Portugal e dos milhares de portugueses que estão a emigrar em busca de melhores condições de vida são os grandes desafios que se colocam às organizações religiosas em tempos de crise.
A constatação é do presidente da Obra Católica Portuguesa de Migrações, Francisco Sales Diniz, para quem a crise económica e social que se vive coloca novos desafios às instituições religiosas.
Esse desafio trava-se em duas frentes: “Continuar a apoiar a comunidade imigrante e garantir que não surjam fenómenos xenófobos que costumam surgir em tempos de crise e acompanhar os milhares de emigrantes portugueses que todos os dias deixam o país em busca de novas oportunidades”, disse.
Para Francisco Sales Diniz, a comunidade imigrante em Portugal está “relativamente estagnada”, ao contrário dos emigrantes portugueses que são hoje muito diferentes dos emigrantes no passado. Estes, prosseguiu, são “muito jovens e com formação, nomeadamente superior, que muitas vezes emigram sozinhos e precisam de ser ajudados para que não degenerem”.
Os desafios presentes reforçam o papel das organizações religiosas no acompanhamento e integração das comunidades imigrantes, o qual deverá ser abordado a partir de hoje durante a conferência sobre “Instituições Religiosas e Comunidades Migrantes. Práticas de Intervenção e Perspetivas Futuras”.
Esta conferência integra-se nas comemorações do cinquentenário da Obra Católica Portuguesa de Migrações, a celebrar em 2012.
Os objetivos da conferência centram-se em três debates: A relação entre as práticas religiosas e a condição migrante, a partilha de testemunhos de várias entidades, de diferentes credos, com intervenção nesta área, e a problematização da religião e da mobilidade humana na sociedade contemporânea globalizada e secularizada.

Correio do Minho, 11 de Julho de 2011.

Publicado: Segunda, 11 Julho, 2011

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter