AIPA

União Europeia pode acolher imigrantes de países em conflitos

A Comissão Europeia propôs nesta segunda-feira o acolhimento temporário dos imigrantes que chegam à União Europeia de países como Tunísia e Líbia, caso aumento o fluxo de deslocados por causa dos conflitos na região norte da África.

De acordo com Cecilia Malmstrom, comissária de Interior, no caso do êxodo em massa de deslocados, a Comissão Europeia está disposta a incentivar os países do bloco a recebê-los de forma provisória. Acrescentando que "é preciso sair do beco sem saída institucional apesar das dificuldades políticas".O período para este acolhimento seria no máximo de um ano. 

Malmstrom declarou suas intenções durante um debate sobre a imigração ocasionada por protestos populares em países como a Tunísia e Líbia e sobre os 20 mil imigrantes que desembarcam na ilha de Lampedusa, na Itália, nas últimas semanas.

SRZD, 4 de Abril de 2011.

Publicado: Quarta, 06 Abril, 2011

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter