AIPA

Por declarações racistas, o Presidente da C.M. Lisboa demite o Comandante da Polícia Municipal

O PRESIDENTE da Câmara Municipal de Lisboa, Santana Lopes, demitiu o comandante da Polícia Municipal, Almeida Rodrigues, depois deste ter desaconselhado a realização de arraiais populares na Rua da Mouraria e no Largo do Intendente por motivos racistas. A Polícia Municipal enviou um ofício à Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (AGEAC) a desaconselhar a realização desses arraiais de Santo António, com o argumento de que os “habituais frequentadores são, actualmente, na sua grande maioria, de tez negra, toxicodependentes e pessoas que se prostituem”. Nesse ofício, o comandante da Polícia Municipal de Lisboa, subintendente José Francisco Almeida Rodrigues, acrescenta que "tais indivíduos trazem consigo e põem em prática os seus usos e costumes de origem, o que terá trazido ainda mais promiscuidade àquelas zonas da cidade". Perante estas declarações racistas e xenófobas, a reacção do presidente da Câmara, Santana Lopes, não se fez por esperar. Num comunicado enviado à Agência Lusa, o gabinete da presidência da Câmara de Lisboa garante que "mal tomou conhecimento" das declarações de Almeida Rodrigues, Santana Lopes "solicitou ao seu Chefe de Gabinete que o Comandante da Polícia Municipal (...) apresentasse a sua demissão". Segundo o documento, a decisão de Santana Lopes foi tomada "sem precisar de opiniões ou exigências de ninguém, pois era uma consequência óbvia, após ouvir" as declarações de Almeida Rodrigues.

Publicado: Sexta, 11 Junho, 2004

Retroceder

Associe-se a nós AIPA

Agenda

Subscreva a nossa newsletter